Sem correr atrás

Eu não vou onde a poesia está, quero que ela venha até mim. Egoísta e preguiçoso que sou, quero glórias só pra mim. Não acho que a poesia seja algo para se correr atrás, ela existe e resiste sozinha, deixo-a em paz.

Eu não vou onde a poesia está

Eu não vou onde a poesia está,
quero que ela venha até mim.
Egoísta e preguiçoso que sou,
quero glórias só pra mim.
Não acho que a poesia seja algo para se correr
atrás,
ela existe e resiste sozinha,
deixo-a em paz.

 

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *